Live Sindjus (In)Formação 12/6/2020 – meio ambiente e a política biocida do atual governo

Vivemos um período em que o governo promove políticas de devastação da natureza como um todo, despreza e avaliza o genocídio de comunidades indígenas, é permissivo com garimpos ilegais e estimula a grilagem. Além disso, opera o desmonte das instituições que têm como objetivo a proteção do meio ambiente no país, como IBAMA, FUNAI e ICMbio. O ministro da pasta, contra o meio ambiente e todas as políticas que pregam sustentabilidade e preservação, busca em um momento de turbulência “passar a boiada”, no sentido de flexibilizar os ataques aos nossos biomas. No Sindjus (In)Formação desta semana, receberemos Sílvia Marcuzzo e Alexandre Rates de Freitas para tratar do tema: meio ambiente e a política biocida do atual governo. 

 

Silvia Marcuzzo é jornalista de formação, consultora e articuladora para ações de sustentabilidade socioambiental. Com mais de 25 anos de atuação em governos, organizações e empresas, já atuou em projetos socioambientais da Amazônia à Mata Atlântica. Através de ferramentas que utilizam a arte, a facilitação de grupos e a comunicação, desenvolve projetos para gerar engajamento em causas para o bem comum. Sílvia foi consultora da FAO, do MMA, coordenadora de comunicação da Rede de ONGs da Mata Atlântica e trabalhou na equipe que criou a Secretaria Estadual de Meio Ambiente no RS (1999 a 2002). Foi produtora/editora de diversas publicações, entre elas o Diagnóstico Ambiental de Porto Alegre (Ufrgs/PMPA, 2008) e o Projeto de Gestão de Florestas do Amapá – Experiências, oportunidades e desafios (GRET, 2016). Neste momento, atua como articuladora do coletivo POA INquieta Sustentável (incluindo os grupos de resíduos, plantio/clima, orgânicos, mulheres), faz parte da Comunidade do Art of Hosting (AoH), da Rede da Fluxonomia 4D e da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental. Vem realizando ações para promoção da difusão de informações sobre a emergência climática, como a organização do curso “O papel do jornalista diante do contexto da crise climática”, uma coprodução do Centro Polar e Climático e Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFrgs, ClimaInfo e Instituto Clima e Sociedade.

 

Alexandre Rates de Freitas é um ecologista, técnico agrícola e designer gaúcho que trabalha com agroecologia, compostagem e educação ecológica desde de 1987. Inicialmente trabalhou por 6 anos na Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS como assistente de pesquisa e extensão. Nesse período especializou-se em processos de compostagem e reciclagem. Entre os anos de 1993 e 1997 atuou no setor de celulose e papel em projetos de reciclagem de resíduos primeiramente colaborando com a Empresa Vida Desenvolvimento Ecológico fundada pelo ecologista José Lutzenberger e entre 1995 e 1997 como consultor científico da antiga empresa Riocell SA. Em 1998 passou a integrar a equipe técnica educativa da Fundação Gaia – Legado Lutzenberger onde trabalha até hoje em atividades educativas e como assessor de comunicação. A partir de 2005 também passou a colaborar com produções audiovisuais como produtor de conteúdo e designer gráfico.

 

Não perca este importante debate. Contamos com sua participação no dia 12/06, às 18h30. A transmissão será em nossa página do Facebook (https://www.facebook.com/sindjusrs/) e no canal Sindjus (In)Formação no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCsmQbsIY8lQ8fvmQ3AfCBNA).