Entidades com presença em todos os estados lançam movimento de conscientização contra a reforma administrativa

Mais de 400 mil servidores públicos, representados por 25 entidades presentes em todas as unidades da federação, se uniram durante o mês de outubro e iniciam esta semana o “Movimento a Serviço do Brasil”. No RSa ação conta com a participação do Sindjus e dezenas de entidades que integram a Frente dos Servidores Pùblicos (FSP).

Por meio de uma ação integrada de redes sociais, publicidade e comunicação interna, federações e sindicatos ligados ao Judiciário, Executivo e Ministério Público, buscarão conscientizar a população sobre pontos não abordados pelo governo e parlamentares na reforma administrativa e na PEC Emergencial, que são lesivos ao cidadão e podem comprometer já em 2021 a prestação de serviços básicos.

O primeiro impacto a ser sentido pela população está previsto na PEC Emergencial, que prevê a redução de 25% na jornada e no salário dos servidores. Entre as entidades participantes do Movimento, o receio com a sobrecarga de trabalho e falta de pessoal para atender as demandas do público acenderam um alerta. Setores como saúde, educação, justiça, Ministério Público e fiscalizações podem sofrer danos com a redução do serviço prestado.

No dia 5 de novembro, será a vez da imprensa conhecer como será a campanha, além de dados inéditos que irão mostrar como a questão vai afetar a população em números.

Movimento a Serviço do Brasil