Sindjus/RS lança campanha contra a desigualdade salarial no TJRS

Em uma transmissão ao vivo, com participação simultânea de diversas regiões, o Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do RS (Sindjus/RS) lançou nesta sexta-feira (15/7) a campanha salarial “Desigualdade: quando ela aumenta a justiça diminui”. A mobilização contou com a participação de servidores das comarcas de Alegrete, Osório, Santiago, Guaíba, Bento Gonçalves e Porto Alegre para dizer uma basta à desigualdade salarial.  A atividade também contou com a participação de diretores que estavam em Brasília, para Conselho de Representantes da Fenajud

“Após oito anos sem reajuste, os servidores e servidoras da Justiça gaúcha acumulam perdas salariais superiores a 50%, enquanto os membros do Poder Judiciário garantem mais privilégios, como a Gratificação por Acúmulo de Acervo e pagamento retroativo dos subsídios. A situação dos trabalhadores e dos aposentados é insustentável”, aponta o coordenador-geral do Sindjus, Osvaldir Rodrigues. 

A campanha defende a revisão da matriz salarial, o reajuste das verbas indenizatórias e a instalação imediata de uma mesa de negociação permanente com a Administração do Tribunal de Justiça (TJRS). Estudo realizado pela assessoria econômica do Sindjus apontou que o Tribunal tem margem fiscal e econômica de 32%.

 

Categoria vai definir o índice: Entre as ações da campanha está uma enquete para a categoria definir o índice mínimo emergencial na revisão da matriz salarial que o Sindjus vai . A consulta está disponível no site https://lutasdigitais.com.br até o dia 22 de julho.

Próximas agendas

A agenda de mobilização também conta com uma vigília em frente ao Tribunal de Justiça (TJRS) entre os dias 18 e 22 de julho, junto com a Abojeris. Além disso, no dia 29 de julho, às 14h, será realizado o ato estadual e Assembleia Geral Extraordinária, também em frente ao Tribunal, para definir os próximos passos da mobilização.

 

Galeria de fotos

 

Veja como foi o lançamento: