Sindjus pesquisa condições para o retorno do trabalho presencial

Tendo em vista as inúmeras denúncias de irregularidades que tem sido recebidas, o Sindjus RS elaborou uma pesquisa para efetuar o levantamento das condições sanitárias em todas as comarcas do estado. A pesquisa deverá ser respondida por apenas uma pessoa, prioritariamente pelos representantes de comarcas. Nas comarcas onde não há representante eleito, pode ser respondida por quem detenha as informações necessárias.

 

De acordo com o diretor de imprensa e divulgação do Sindjus RS, Emanuel Dall’Bello, “as informações que tem chegado ao nosso conhecimento são muito preocupantes, pois apesar de o Tribunal divulgar que foram tomadas todas as providências para garantir a saúde dos trabalhadores, não é o que se verifica. Existem relatos, inclusive, de descumprimento das determinações mínimas de segurança constantes da Resolução nº 322 do CNJ” pontuou o diretor. 

 

Tendo em vista a dificuldade e o risco atrelado à fiscalização presencial dos locais de trabalho em todo o estado, o formulário visa centralizar as informações e provas de descumprimentos de resoluções e irregularidades. O coordenador geral do Sindjus RS, Fabiano Zalazar lembrou que “um dos principais objetivos de um sindicato é a defesa da saúde e da segurança laboral dos trabalhadores e trabalhadoras. Entendemos as pressões enfrentadas pelo Tribunal e respeitamos essa Administração, mas é nosso dever demonstrar que este retorno está acontecendo em momento inoportuno e de forma irregular” defendeu Zalazar. 

 

Os representantes sindicais orientam a categoria que registre com fotos e vídeos as irregularidades e encaminhem ao e-mail contato@sindjus.com.br.

 

Acesse aqui o formulário: https://forms.gle/Qiu2Du9qDsKtYLec6