Sindjus participa de reunião sobre auxílio-saúde

A direção do Sindjus/RS participou na manhã da quarta-feira (13/10) de reunião com a direção do Tribunal de Justiça (TJRS) para tratar de questões operacionais da implementação do auxílio-saúde.

Transcorrido quase metade do prazo para o recebimento do ressarcimento do auxílio-saúde do mês de setembro, ainda 12 mil pessoas aptas a receber o benefício não preencheram o cadastro no sistema Salus, responsável pelo gerenciamento do programa de assistência à saúde.

Neste sentido, a direção do TJRS solicitou ao sindicato e associações apoio na divulgação das informações e orientações, especialmente aos aposentados e pensionistas. Importante destacar que o prazo para cadastramento é para que beneficiários recebam o reembolso do mês de setembro. “O efeito do cadastramento tardio é a perda do mês anterior, mas o cadastro dos servidores, ativos, inativos e pensionistas pode ser feito depois”, destaca o coordenador-geral do Sindjus/RS, Fabiano Zalazar.

Outra questão destacada pelos dirigentes sindicais é a importância das trabalhadoras e trabalhadores manterem o IPE Saúde, pois o auxílio não é concorrente com o plano público.

Reconsideração dos termos do auxílio-saúde

Durante a reunião, a direção do Sindjus/RS reafirmou a irresignação da categoria com o formato implementado e o pleito para reconsideração dos termos, para que o auxílio-saúde seja nos termos debatidos e acordados em 2020 na Comissão de Saúde e aprovado pelo Órgão Especial.

“Tínhamos uma grande expectativa com o valor do auxílio-saúde, que deveria ser maior, mas seguiremos lutando pela majoração desse valor para os servidores e as servidoras, ativos e aposentados, que estão adoentados, no seu limite físico e mental, pois entendemos que verbas de natureza indenizatória não podem ter distinção na sua valoração, pois somos todos trabalhadores da mesma Justiça”, ressaltou Zalazar.

O diretor Jurídico, Osvaldir Rodrigues, também pontuou que em todos os roteiros realizados no Sindjus Na Estrada, os dirigentes estão esclarecendo dúvidas sobre o tema: “Estamos visitando as comarcas, explicando o funcionamento do auxílio-saúde e sua forma de indenização, mas o que temos percebido é que os nossos aposentados são os que têm mais dificuldade com as questões digital”, apontou, destacando a importância do TJRS desenvolver um sistema intuitivo.

O diretor Jurídico Osvaldir Rodrigues da Silva coloca o seu contato à disposição, no horário das 13h às 18h, para mais informações quanto ao funcionamento do auxílio-saúde, o pedido de reconsideração formulado pelo Sindicato e demais informações pertinentes ao Programa de Assistência Suplementar à Saúde: (51) 998392608 ou pelo e-mail osvaldir@sindjus.com.br.