Sindjus inicia trabalho para mitigar efeitos de emenda sobre o Plano de Carreira 

Logo após a aprovação do PL 147 pelo Parlamento gaúcho, dirigentes do Sindjus já iniciam as ações para contornar os aspectos desfavoráveis da emenda aprovada pelos deputados da base governista. O movimento de reação foi iniciado já nesta quarta-feira (10/11) para dar andamento ao que foi aprovado pela categoria em Assembleia Geral Extraordinária (AGE).

Em cumprimento a um dos encaminhamentos deliberados na AGE realizada na terça-feira (9/11), a direção sindical elaborou ofício à Presidência do Tribunal de Justiça (TJRS) comunicando o resultado da AGE, solicitando reunião com o desembargador Voltaire de Lima Moraes, para tratar do tema. O objetivo é obter do presidente do Tribunal o compromisso de mitigar os efeitos negativos que constam na versão final do PCCS por via administrativa e, ainda, assegurar ao Sindjus assento em comissão para tratar da regulamentação do Plano. 

Em diversas falas realizadas na tribuna da ALRS na sessão plenária desta terça-feira, foi destacada a grande união dos servidores e servidoras do Judiciário na luta pela aprovação do PCCS. “Essa sinalização dos parlamentares gaúchos sobre o papel decisivo que a categoria teve na aprovação do plano só reforça a importância do movimento sindical na luta e na resistência da classe trabalhadora, ressalta Fabiano Zalazar, coordenador-geral.