Servidores protestam contra reforma administrativa em dia nacional de lutas

O dia nacional de luta contra a Reforma Administrativa, realizado nesta quarta-feira (30), foi marcado por atos em diversos pontos do país. No RS, servidores mobilizados foram às ruas em oito municípios protestar contra a proposta que, na prática, representa a destruição do serviço público. Com cartazes, faixas e panfletos, manifestantes denunciaram os ataques contidos na PEC.

Dirigentes do Sindjus estiveram no ato promovido na parte da manhã em Porto Alegre, com representantes de dezenas de entidades dos trabalhadores públicos. O objetivo da ação foi “sensibilizar a sociedade para o que significa a reforma administrativa na vida das pessoas”, conforme esclareceu a diretora do Sindjus, Janete Fabíola Togni. 

Além de atacar duramente os direitos dos trabalhadores do setor público, a Proposta de Emenda à Constituição abre possibilidade para precarização, perseguições, assédio a servidores e uso político da máquina pública. A medida é tão questionada e criticada na sociedade que o Ministério da Economia, numa tentativa de esconder informações cruciais para embasar a crítica dos movimentos contrários à reforma, determinou sigilo sobre os documentos que produziu para elaborar a PEC. “É fundamental que a população compreenda a verdade sobre esta proposta do governo federal. Se passar, toda a sociedade sai prejudicada. Estamos falando de uma ruptura que vai afetar a prestação de serviços básicos à população. Esta luta é em defesa de direitos e da saúde, da segurança, da educação”, pontuou Janete.

 

Entidades presentes no ato, em ordem alfabética:

1 Afocefe
2 Aspge/RS
3 Asserlegis
4 Assibge
5 Assufrgs
6 Cpers
7 CTB/RS
8 CUT/RS
9 Fenajud
10 Intersindical
11 Senergisul
12 Simpa
13 Simpe
14 Sindicaixa
15 Sindiserf
16 Sindispge
17 Sindjus
18 Sindoif
19 Sindpers
20 Sindsepers
21 Sintergs
22 Sintrajufe