Nota de apoio à greve dos servidores do Rio de Janeiro

A direção do Sindjus/RS manifesta seu apoio aos trabalhadores da Justiça do estado do Rio de Janeiro, que iniciaram uma greve em protesto contra a retomada do trabalho presencial. Entendemos que o país atravessa o pior momento do enfrentamento ao coronavírus, e tornou-se o epicentro da pandemia no mundo. Esta situação é incompatível com a retomada de atividades que provoquem aglomerações, como é o caso do atendimento presencial nas unidades do Poder Judiciário. Já temos a triste marca de mais de 10% do total de  mortes no mundo. O Rio de Janeiro é o estado com a maior taxa de letalidade do país.

Nenhum estado brasileiro atingiu a etapa de queda da curva de contágio, os sistemas de saúde beiram o colapso e rapidamente a situação se agrava mesmo onde parecia estar sob controle, como é o caso do Rio Grande do Sul. Em virtude dessa piora, lutamos contra o retorno ao trabalho presencial e buscamos articulação com o TJRS para que mantenha a orientação até que a pandemia esteja controlada. Este momento, cuja gravidade se acentua com a falta de condução responsável por parte do governo federal,  exige ainda  sensibilidade e bom senso de todos os gestores públicos nos estados e municípios e chefes de poderes, a fim de minimizar os riscos à  população.

Lamentamos que a Administração do Tribunal de Justiça do RJ não partilhe deste entendimento, saudamos a coragem dos servidores e servidoras do Rio de Janeiro e nos solidarizamos com sua luta, fazendo votos de que o bom senso prevaleça e que o Tribunal reconsidere em breve a decisão.