Dia do servidor público tem atos contra reforma administrativa em todo o país

Neste ano, o dia do servidor público foi também o dia nacional de luta contra a reforma administrativa, com a realização de atos de protesto em todo o país. Na capital gaúcha, a manifestação ocorreu na tarde desta quarta-feira (28) em frente à Prefeitura e reuniu trabalhadores de dezenas de categorias do funcionalismo público.

Durante o ato, dirigentes e políticos locais fizeram falas em defesa dos trabalhadores e contra a PEC 32, que consideram uma tentativa de destruir completamente o serviço público do país. Com faixas e cartazes, os manifestantes denunciaram os impactos negativos da medida sobre a vida da população.

Organizado pela Frente dos Servidores Pùblicos do RS, o  ato foi conduzido pelo coordenador-geral do Sindjus, Fabiano Zalazar. “A sociedade precisa entender o que de fato significa essa reforma, que Bolsonaro e Paulo Guedes vendem como solução para os problemas do país mas que na verdade vai gerar problemas ainda maiores e prejuízos incalculáveis para o povo brasileiro. Esta luta contra a reforma administrativa precisa ser a luta de toda a sociedade”, apontou o diretor. 

A escolha da prefeitura municipal para a realização do protesto, além da localização central, tem importância estratégica para destacar que os ataques ao funcionalismo público ocorrem em todas as esferas de governo, conforme avalia o dirigente. “Atualmente, Porto Alegre tem na prefeitura um político neoliberal que não difere muito ideologicamente de Bolsonaro e promove sucessivas ofensivas contra os trabalhadores municipários, a exemplo do que o governador gaúcho tem feito. São todos parceiros no projeto de destruição das funções públicas do Estado”, ressaltou.