Práticas que caracterizam assédio moral:

  • Qualquer tipo de constrangimento e/ou humilhação;
  • Circunstâncias onde predominam condutas negativas, desumanas e antiéticas de um ou mais chefes;
  • Conjunturas que ocasionem problemas de saúde e opressão.

Assédio moral é a exposição dos trabalhadores a situações humilhantes e constrangedoras, repetidas e prolongadas vezes durante a jornada de trabalho e no exercício das funções. A situação ocorre, geralmente, em relações hierárquicas autoritárias, onde predominam condutas negativas e antiéticas de um ou mais chefes dirigida a um ou mais subordinados. Como consequência dessa problemática, o assédio moral desestabiliza a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização.

A gestão por injúria e o assédio moral são práticas cruéis que atentam contra a dignidade da pessoa humana. Ambiente de trabalho que estimula a competitividade e onde prevalece a precarização das atividades desenvolvidas faz com que o clima da organização seja fonte causadora de sofrimento no trabalho.

“A maior recompensa e motivação é atingir os objetivos e metas com satisfação e alegria, principalmente com a união e bem estar de todos, deixando de lado rancores, maldades, orgulho, competição e etc. Tornar tudo mais fácil e prazeroso, tornar o lugar onde você está, ou seja, em casa, na rua, na escola ou no trabalho o melhor ambiente possível, incentivando todos a caminharem na mesma direção e com o mesmo objetivo, satisfazendo todas as necessidades legítimas.” Hunter, James C. – O Monge e o Executivo

Luta por saúde e trabalho digno, contra o autoritarismo e a sobrecarga de trabalho, e combater o assédio moral é política permanente do Sindjus RS, realizada  através do Departamento de Saúde do Trabalhador e Combate ao Assédio Moral.

Se você é vítima dessa prática denuncie ao Sindicato, que prestará as orientações necessárias. Entrando em contato com a entidade também é possível se informar sobre como prevenir e combater o assédio moral, ou ainda receber uma palestra sobre o tema, com suporte jurídico e psicológico durante o encontro.

Cartilha sobre Assédio Moral

 

Atendimento às vítimas de assédio moral e outras violências no ambiente de trabalho:

Plantão na sede do Sindicato na quinta-feira, das 13h até as 16h, com o médico do Trabalho Geraldo Azevedo.

Contato pelos telefones (51) 3224.2452 e 3224.3730 ou pelos e-mails:

Carmem Rosso – nadia.rosso@sindjus.com.br
Edson José Busatto – edson@sindjus.com.br
Comissão Paritária de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Moral e Doenças Decorrentes (COPEAM) – assediomoral@tj.rs.gov.br

Você também pode fazer sua denuncia aqui, se preferir:

Dados do denunciante

  • - Estado-
  • Rio Grande do Sul
  • Acre
  • Amazonas
  • Roraima
  • Para
  • Amapa
  • Tocantins
  • Maranhao
  • Piaui
  • Ceara
  • Rio Grande do Norte
  • Paraiba
  • Pernambuco
  • Alagoas
  • Sergipe
  • Bahia
  • Minas Gerais
  • Espirito Santo
  • Rio de Janeiro
  • Sao Paulo
  • Parana
  • Santa Catarina
  • Rondonia
  • Mato Grosso do Sul
  • Mato Grosso
  • Goias
  • Distrito Federal
  • - Sexo -
  • Feminino
  • Masculino

Dados do assediador