ADI 5562 retirada de pauta por articulação de entidades

Nesta semana, a ADI 5562 havia sido pautada para julgamento pelo plenário virtual do STF. A ação questiona a reposição salarial de 8,13% das categorias dos servidores estaduais do Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Contas e Assembleia Legislativa, aprovada no ano de 2016. Por meio de uma constante articulação das entidades representativas dos servidores das referidas categorias, que atuaram em conjunto, foi possível a retirada de pauta da ADI, tendo em vista o momento dificílimo enfrentado pelos servidores estaduais, já há 6 anos sem a devida reposição da inflação nos seus vencimentos.

As entidades SindjusRS, SimpeRS, Asserlegis, ASJ, SindpeRS e Ceape SIndicato, buscaram junto às cúpulas dos poderes articular a retirada de pauta da ação junto aos ministros do STF, o que ocorreu na noite de ontem (26/03). O grupo de entidades continua construindo alternativas conjuntas para a defesa dos servidores públicos do estado, tanto em relação aos projetos em tramitação no Congresso Nacional, quanto ações judiciais que possam trazer prejuízos às categorias. De acordo com o Diretor de Imprensa e Divulgação do SindjusRS, Emanuel Dall’Bello, “precisamos mais do que nunca estarmos atentos aos encaminhamentos que estão sendo dados às nossas pautas em Brasília, pois podemos ser atropelados por votações virtuais das quais não teremos nem a possibilidade de intervirmos diretamente. A união das entidades que representam os servidores não é só salutar, mas necessária para contermos esses ataques.”