Sindjus e servidores lançam o coletivo Diversa

Um dos primeiros compromissos assumidos pela atual gestão do Sindjus foi a intensificação das iniciativas pela democratização do Judiciário. Dentro dessa lógica, a direção buscou ampliar os espaços de debate e construção horizontal com a categoria, por meio da criação de coletivos temáticos pela diversidade. O lançamento nesta quinta-feira (29) do primeiro coletivo LGBTQIA+ no âmbito do Judiciário gaúcho marca uma nova etapa nesse processo. 

Instituído pela iniciativa de servidores e servidoras, o Coletivo Diversa pretende se constituir como fórum de debates, espaço de escuta, acolhimento, reflexão e desenvolvimento de estratégias para enfrentar o preconceito dentro e fora do ambiente de trabalho. A partir de discussões durante uma live temática do sindicato, um grupo de servidores passou a gestar uma proposta de organização com objetivos e dinâmica de trabalho, que foi apresentada para a direção sindical. Participaram da primeira reunião de debates os  Assistentes Sociais João Paulo Borges da Silveira e Marina dos Santos (Porto Alegre), os Oficiais Escreventes Lorenço Rodrigues (São Leopoldo) e Vitória Alves Fidelis (Passo Fundo), além dos diretores do Sindjus Emanuel Dall’Bello, Janete Togni e Valter Macedo.

O nome do coletivo, explica a assistente social Marina dos Santos, “foi escolhido por fazer referência à diversidade de identidades de gênero e de orientação sexual presentes na sociedade e para as quais o coletivo pretende dar voz e visibilidade”. 

A ideia é realizar reuniões periódicas no grupo e agregar mais colegas para as discussões, além de buscar articulação com outros movimentos sociais, instituições e coletivos para possibilitar trocas de experiências e saberes. Como uma das primeiras ações do grupo, nos próximos dias será iniciada uma pesquisa junto à categoria para subsidiar o início dos trabalhos. Na avaliação do diretor de comunicação do Sindjus/RS, Emanuel Dall’Bello, o lançamento do coletivo Diversa “inaugura um momento histórico da luta sindical da Justiça estadual”, na medida em que fortalece a organização da categoria com olhar cada vez mais plural e conectado com a realidade. 

Novas adesões, sugestões e propostas para contribuir com tópicos de discussão e linhas de trabalho para o coletivo podem ser encaminhadas pelo email coletivodiversa@sindjus.com.br