Sindicatos do Judiciário de todo o país se unem na construção da luta

Nos dias 13 e 14 de fevereiro ocorreu em Pernambuco reunião do Conselho de Representantes da Fenajud. O encontro, realizado pelo Sindjud-PE em Olinda, contou com a presença de representantes de diversos estados da federação. No centro do debate esteve a construção, em nível nacional, do enfrentamento ao plano “Mais Brasil”, às reformas administrativa e sindical de Bolsonaro e seus ministros, e a democratização do Poder Judiciário. 

No primeiro dia do encontro, houve uma criteriosa análise de conjuntura por parte do professor e ex deputado-federal Paulo Rubem Santiago, que destrinchou o projeto “Mais Brasil” e a reforma administrativa. Logo após, o presidente do Sindjus-PE, Alcides Campelo, apresentou um panorama sobre os desafios dos trabalhadores e dos servidores do Judiciário nos próximos anos. O painel de palestras foi concluído pelo Diretor de Comunicação do Sindjus-RS, Emanuel Dall’Bello, que apresentou seu trabalho de pesquisa junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito Público e Direito do Estado da UFRGS, sobre a inteligência artificial no contexto do Poder Judiciário brasileiro. Encerrados os painéis e discussões sobre os temas, os representantes de todos os sindicatos presentes apresentaram a situação atual de cada estado.

No dia seguinte, foram criados grupos de trabalho para debater os pontos da pauta e elaborar ações efetivas para a defesa dos direitos dos trabalhadores. Dentre as principais deliberações, estão: i) a criação de um grupo de trabalho para debater e criar uma proposta unificada de plantão judicial, que valorize os trabalhadores; ii) a articulação junto às centrais sindicais e demais federações para trabalhar a unidade sindical e combate às reformas; iii) articulação para desobstruir a tramitação da PEC 526/2010, que dá direito aos servidores participar das eleições de membros dos órgãos diretivos dos Tribunais; iv) realizar um trabalho parlamentar uníssono junto ao congresso para barrar as reformas e apresentar emendas; dentre outras. 

Para o Secretário Geral do Sindjus-RS e ex-presidente da Fenajud, Valter Assis Macedo, “o encontro das entidades em nível nacional se revela indispensável quando percebemos que todos os estados estão sofrendo semelhantes e duros golpes por parte de seus governos, na linha da cartilha do governo federal. Somente com ações conjuntas e efetivas poderemos combater esses retrocessos, saindo do isolamento”.