NOTA DE SOLIDARIEDADE

Tendo em vista a proposta apresentada pelo governo do estado ao CPERS para encerramento da greve dos professores, o Sindjus-RS vem a público prestar solidariedade à categoria no enfrentamento às reiteradas injustiças perpetradas pelo atual chefe do Executivo.

Leite repete os erros do governo anterior, parcelando e atrasando o pagamento dos salários dos professores, ao mesmo tempo em que perdoa dívidas de grandes sonegadores. 

O mesmo que afirmou que colocaria em dia os salários dos servidores no primeiro ano de governo, pois o problema era de “fluxo de caixa”, hoje humilha e desrespeita os professores que têm como missão educar o povo gaúcho.

Diante do pacote de maldades que visa eliminar direitos históricos do funcionalismo, não restou outra alternativa aos educadores senão a paralisação. Ao apresentar esta proposta indecente de acordo para encerramento do movimento paredista, o governador mostra que quer usar os trabalhadores da educação como exemplo para sufocar o direito legítimo à greve.

Os servidores do Poder Judiciário enfrentaram problemas semelhantes no decorrer das negociações durante a greve, e até agora, sofrem sérias dificuldades na elaboração dos planos de compensação, de caráter claramente retaliatório por parte da Administração do Tribunal. Devemos continuar unidos e lutarmos incansavelmente contra as tentativas de destruição dos direitos dos trabalhadores!

 

Só a luta muda a vida!

A Direção