Em defesa da previdência, da educação e das liberdades democráticas

    O Sindjus/RS soma forças aos estudantes e demais entidades representativas do serviço público e adere à paralisação nacional contra a Reforma da Previdência e os ataques à educação. O ato teve início na Praça da Matriz com aulas públicas, atrações artísticas e manifestações. Logo após, o ato seguiu em direção à Esquina Democrática. A mobilização dá continuidade aos dois primeiros atos, nos dias 15 e 30 de maio, e demonstra novamente a força da união dos(as) estudantes com os(as) trabalhadores(as).

    As universidades e escolas públicas estão em constante “estado de alerta”, devido aos cortes de verbas e intervenções na educação. Já os servidores públicos, amargam anos sem a reposição da inflação nas suas remunerações, parcelamento salarial, ataques a direitos historicamente conquistados e o temor oriundo do novo projeto pautado pelo Governador Eduardo Leite de reestruturação das carreiras públicas.

    A aprovação do texto base da reforma da previdência em segundo turno na Câmara de Deputados foi outro duro golpe na sociedade brasileira. A Diretora de Finanças e Patrimônio, Joseane Hans Bronizaki, pontuou que “o Sindjus/RS seguirá buscando a unidade com todas as entidades que lutam pelos direitos fundamentais e sociais, e engajado na luta!”