CONSEJU debate passado, presente e futuro da luta dos trabalhadores

    Diretores do Sindjus/RS participaram do Congresso realizado em Curitiba

     

    Dirigentes do Sindjus/RS marcaram presença no XII Congresso Estadual dos Servidores do Poder Judiciário do Paraná (Conseju), realizado em Curitiba entre os dias 22 e 24 de novembro e organizado pelo Sindijus-PR. Representando o sindicato gaúcho, participaram do evento o diretor de comunicação Emanuel DallBello, o diretor jurídico Valdir Bueira e o diretor de política e formação sindical, Marco Velleda.

    Temas centrais para a luta da classe trabalhadora

    Entre os temas do encontro, destacaram-se o resgate da trajetória das lutas da classe trabalhadora para impulsionar os movimentos contra a retirada de direitos, a influência das novas tecnologias no âmbito do Poder Judiciário sobre a saúde dos servidores e a importância da luta sindical no cenário atual. Na avaliação do diretor jurídico do Sindjus/RS, Valdir Bueira, que integrou a mesa de abertura do encontro, “foi um grande momento de integração e de trocas de experiências com representações de trabalhadores de outros estados; esses encontros só fazem enriquecer a construção de nossa luta.”

    No painel sobre novas tecnologias implantadas no Poder Judiciário e seus reflexos na saúde dos trabalhadores, discutiu-se o futuro do trabalho, os novos desafios e possíveis ameaças para os servidores. Realidades como o eproc, a implementação de sistemas com inteligência artificial em alguns segmentos e a gradual substituição da força humana no trabalho são fatores de atenção e reflexão cada vez mais necessárias. O diretor de comunicação Emanuel DallBello, que está desenvolvendo estudo sobre o tema, pontuou a relevância da pauta como novo elemento que se apresenta na luta sindical. “Para além de todos os desafios já colocados, temos à frente um cenário ainda mais amplo de questões, muitas ainda desconhecidas, a debater e enfrentar no processo de construção do trabalho sindical. Oportunamente, o Sindijus-PR traz à tona esse tema para ampliarmos nosso olhar sobre uma realidade que estará cada vez mais presente em nossa luta”.

    Trocas enriquecedoras

    Na ocasião, os dirigentes gaúchos  tiveram também a oportunidade de dialogar com dirigentes do Sindijustiça-RJ, que recentemente conseguiram um importante avanço na valorização das carreiras em seu estado. Dialogaram, ainda, com os sindicalistas do Sinjusc  sobre o processo de compensação de horas do último movimento paredista realizado pelos trabalhadores catarinenses. Os anfitriões trouxeram um relato sobre a situação dos servidores públicos do Paraná, que atravessam momento semelhante ao do RS, com um governo neoliberal que tem promovido cortes e ataques. Marco Velleda destacou a importância dos depoimentos para a compreensão da complexidade do momento político dos estados e do país. “Vivemos um momento tenso no país, de tentativas de desmonte do estado e retrocesso em relação às conquistas dos trabalhadores, de governos que apontam os servidores públicos como responsáveis pelas crises. Verificamos que a situação que o RS enfrenta se assemelha à realidade do Paraná, onde o governador também lançou seu pacote de maldades contra os servidores. Entender que essas iniciativas fazem parte de uma estratégia maior de destruição do estado é fundamental para subsidiar nossa mobilização contra esses ataques”, concluiu.

     

    Veja Também