Artigo: Março por Elas: os desafios da mulher no século 21

Todos os anos, no mês de março, em virtude da comemoração do dia internacional da mulher, se tornam necessários o debate e a reflexão sobre a contribuição e o papel das mulheres na sociedade, suas lutas históricas por reconhecimento, igualdade e respeito. Ao longo da história, nós mulheres fomos desrespeitadas, subjugadas, inferiorizadas e dominadas pelos homens, não tendo a oportunidade de sermos ouvidas, expressarmos nossas próprias opiniões, cabendo a nós somente o papel de esposas, mães ou cuidadoras do lar, que apesar de ser muito honroso, é visto como menos importante pela sociedade (quando é visto).

Com o passar do tempo e a evolução da humanidade, fomos compreendendo as injustiças impostas pela sociedade que nos dominava e, assim, com muita luta, fomos fortalecendo-nos na busca por igualdade, para sermos inseridas no mercado de trabalho, para ocuparmos os mesmos espaços e termos os mesmos direitos que os homens.

Passado muito tempo, fazendo um balanço no contexto do século 21, podemos dizer que nós construímos uma nova realidade. Porém, apesar de toda a importância e contribuição que tivemos para construção da sociedade atual e para o crescimento da economia, da educação, entre outros aspectos, ainda enfrentamos muitos obstáculos e desafios. Ainda enfrentamos, por exemplo, dificuldades para ocuparmos cargos em condições iguais às dos homens, no que diz respeito à remuneração e respeito, mesmo em funções de atribuições idênticas, cumprindo a mesma carga horária e tendo os mesmos direitos garantidos.

 

Temos ainda um longo caminho a ser percorrido. A jornada é longa e árdua. A luta por igualdade de direitos e condições para construirmos uma sociedade justa e equânime tem que avançar sempre. Tivemos grandes conquistas, mas não poderemos recuar um passo sequer nessa estrada que heroicamente desbravamos, pois ainda enfrentaremos grandes desafios.

 

Joseane Hans Bronizaki.

Diretora de Finanças e Patrimônio do Sindjus/RS