DIRETORES DO SINDJUS ACEITAM RETRATAÇÃO EM PROCESSO CRIMINAL
    Em representação criminal interposta com o fito de disciplinar as relações pessoais e políticas na esfera sindical, bem como convicta da liberdade de expressão que nos garante a CF, sem descuido da responsabilidade ética e moral no exercício dessa liberdade, que deve ser exercida discernindo críticas de ofensas pessoais, a direção sindical, diante da proposta de retratação, em juízo ofertada pela querelada, Gerta Spier, aceitou-a, abrindo mão de eventuais danos na esfera cível.
    Abaixo o link com a íntegra da retratação.

    JECRIM